Blog

Saúde além da Balança: a diferença entre Peso e composição corporal

 AD Hering
 25/07/2019
E aí, com qual frequência você se pesa? O prof. Peterson, da musculação, trouxe uma ideia bem bacana especialmente pra você, que sobe todo dia na balança. Dá uma olhada:

Na sala de musculação é comum ouvir as queixas de quem se pesa com muita frequência. Isso porque é difícil notar os resultados em tão pouco tempo.
O caminho para o emagrecimento é longo, cheio de altos e baixos. Mas não se engane subindo na balança depois do treino, o peso perdido pode ser líquido e não gordura.

Agora vamos aos tipos de avaliações:

• Balança convencional:
Quando você sobe em uma balança convencional, o peso apresentado nela representa a soma de tudo que você é: massa muscular, ossos, líquido e gordura, mas ela não tem a capacidade de diferenciar a quantidade de cada item, por isso, ela não é uma boa forma de verificar se houve evolução. Fique de olho, o seu peso vai além desta balança.

• Balança de Bioimpedância:
Ela apresenta todos os dados de forma separada. Ao subir neste tipo de balança, você vai saber seu qual seu peso dividido em: gordura, massa muscular, líquido e peso ósseo.


• Antropometria:
A avaliação antropométrica costuma ser muito precisa nos resultados, e é com ela que você vai conhecer cada região do seu corpo, qual teve maior evolução e qual você precisa dar mais atenção.


Mas por que tudo isso interessa?

Do ponto de vista estético, quanto mais gordura você tem, menos definição muscular (e vice-versa).
Do ponto de vista da saúde, o excesso de gordura é um fator de risco para o aparecimento de diversas doenças, como problemas cardíacos, diabetes, hipotireoidismo, e pode agravar outras condições como hérnias de disco, artroses de joelho e quadril e até problemas respiratórios.

Dica de ouro:
Mais importante do que saber do seu peso, é agir! As avaliações servem como base para você traçar seus objetivos juntos com seu professor.