ÁREA DO ASSOCIADO SEJA SÓCIO

Feliz Idade

Atividade física, um santo remédio ao hipertenso!

Publicado em 05 de junho de 2018

Passam-se horas, dias, semanas, meses e anos e assim segue o crescimento de uma doença silenciosa, extremamente perigosa. Estamos falando da HIPERTENSÃO.

Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão, a doença causa 300 mil mortes por ano, sendo responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal. Acredita-se que existam no Brasil mais de 30 milhões de hipertensos. Pasmem! Segundo o Ministério da Saúde, apenas 10% fazem o controle adequado.

Além de ser considerada a doença de maior prevalência na população brasileira é a principal causa de morte no Brasil. A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia aponta que a hipertensão, ou pressão alta, é quando a pressão arterial, após ser medida por diversas vezes, é igual ou superior a 14 por 9 (140 mmHg) por (90 mmHg). Diversos estudos científicos têm demonstrado que a pressão arterial se torna mais grave quando associada a fatores de risco, dentre eles, podemos citar o aumento do peso relacionado a um elevado percentual de gordura ‘obesidade ou sobre-peso”.



Mas como reverter ou estabilizar o desenvolvimento dessa doença?

Primeiro, recomenda-se procurar um cardiologista, realizar os devidos exames e estabelecer qual será o tratamento a ser seguido. Posteriormente, seguir os cuidados na alimentação e evitar excesso de sal na comida. O ideal é ter o auxílio de um nutricionista. Além disso, o exercício físico é um grande aliado no tratamento de pacientes hipertensos, pois reduz a pressão arterial e os fatores de risco cardiovasculares, diminuindo a morbimortalidade.

Você deve estar se perguntando: “Mas qual atividade física devo fazer?”

Aquela atividade física que você tem mais afinidade!
Geralmente é o exercício aeróbico (caminhada). Por quê? Ela é mais prática e fácil, basta um tênis uma roupa esportiva e uma dose alta de boa vontade. Um dos resultados imediatos com a prática regular da caminhada de baixa intensidade é a redução da pressão arterial sistólica/diastólica em – 6,9/- 4,9 mmHg em média.
Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão, esses resultados foram adquiridos com treinamento aeróbico composto por sessões de pelo menos 30 minutos, realizadas com uma frequência semanal mínima de 3 vezes e com intensidade leve. Para se obter melhores resultados, o volume semanal deve ser aumentado, ampliando-se a duração para 50 a 60 min e/ou a frequência semanal para 5 sessões/semanais.

Vale lembrar que este programa aeróbico é apenas um indicativo geral para a prescrição de exercícios físicos a indivíduos hipertensos, pois é essencial complementar com uma atividade física individualizada como o treinamento resistido com peso (MUSCULAÇÃO). Ou seja, essas duas atividades físicas se completam.

Como dito acima, a musculação é uma atividade muito importante para o aluno hipertenso. Destaco aqui um interessante estudo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). “Treino de força reduz pressão arterial em hipertensos”. A pesquisa revelou que Portadores de hipertensão que realizaram treinamento de força (musculação) conseguiram reduzir a pressão arterial a níveis semelhantes aos obtidos por meio de medicamentos. O estudo comprova que o treino de força é seguro para os hipertensos, desde que com acompanhamento de profissionais de Educação Física. O trabalho também mostrou que a redução da pressão permanece por até quatro semanas após a interrupção do treinamento. Por tanto essa atividade é extremamente importante no desenvolvimento de uma melhora na qualidade de vida do hipertenso.

Aqui no clube, temos um bom exemplo de superação, melhora de qualidade de vida e saúde, o caso do associado Sr. Oscar Dalfovo. Em 4 anos de treinamento resistido com peso alinhado com trabalho aeróbico obtivemos os seguintes resultados.
 
  Junho 2014 Junho 2018
Massa corporal 120,0 Kg 90,0 Kg
  Junho 2014 Junho 2018
Pressão Arterial 150 mmHg por 90 mmHg 120 mmHg por 80 mmHg

Depoimento do Sr. Oscar (59 anos, aluno de musculação há 4 anos):
“Procurei a prática esportiva por indicação do médico cardiologista após os resultados dos meus exames, os mesmos apresentavam quase todos fora do padrão, acima do limite e, principalmente, o colesterol e a pressão arterial que  estava extremamente alterada. Não conseguia correr, caminhava pouco tempo e já me sentia cansado e ofegante. Através das orientações dos professores Alexandre Walter e Jailton Bonelli, iniciei fazendo caminhada e musculação. Segui 100% os treinamentos elaborados por eles e os devidos cuidados na alimentação. Ano passado, 2017, agregamos ao meu planejamento o circuito metabólico realizado todas as sextas-feiras. Através desses 4 anos de treinamento e acompanhamento obtive uma grande melhora em minha qualidade de vida. Hoje com 59 anos não faço mais uso da minha medicação “sinvastatina” para hipertensão a qual utilizei por 7 anos (2010 a 2017). Me sinto outra pessoa! Agradeço imensamente o comprometimento de ambos com a minha pessoa. Vocês foram fundamentais em minha mudança.”


 
Por tanto, a atividade física com orientação somente tem a somar no proposto de desenvolvimento ao fator qualidade de vida ao hipertenso. Calce seu tênis, separe sua roupa de ginástica e venha treinar conosco!

Alexandre Walter
Professor de Musculação da ADHering
CREF SC-010432

 



Rua General Osório, 2.170
Blumenau - SC - 89041-002
(47) 3325-1645
(47) 98413-7633 (VIVO)

REDES SOCIAIS

Participe das redes sociais do Clube ADHering!

Facebook Instagran

ATUALIZE SEUS DADOS

Com seu contato atualizado é possível receber os informativos do clube sobre atividades, eventos e situações financeiras.

OK
Copyright © 1999 - 2018. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela FVSOLUÇÕES